Connect with us

Em encontro com Macron Lula critica FMI e afirma que combate a desigualdade deve ter tanta prioridade quanto a questão climática

Em encontro com Macron Lula critica FMI e afirma que combate a desigualdade deve ter tanta prioridade quanto a questão climática

O presidente Lula está em Paris para um encontro diplomático com o chefe de Estado francês Emmanuel Macron. Em seu discurso, Lula criticou a falta de preocupação de alguns líderes com a questão da desigualdade, dizendo: “Eu vim aqui para falar que, junto com a questão climática, presidente Macron, nós temos que colocar a questão da desigualdade mundial. Não é possível que numa reunião entre presidentes de países importantes, a palavra desigualdade não apareça. A desigualdade salarial, a desigualdade de raça, a desigualdade de gênero, a desigualdade na educação, a desigualdade na saúde.” O petista continuou: “Ou seja, nós estamos num mundo cada vez mais desigual e, cada vez mais, a riqueza está concentrada na mão de menos gente. E a pobreza concentrada na mão de mais gente. Se nós não discutirmos essa questão da desigualdade, e se a gente não colocar isso com tanta prioridade quanto a questão climática, ou seja, a gente pode ter um clima muito bom e o povo continuar morrendo de fome em vários países.”
Lula ainda fez críticas ao Fundo Monetário Internacional, ao falar: “E muitas vezes os bancos emprestam dinheiro e esse dinheiro emprestado é o resultado da falência do Estado. É o que estamos vendo na Argentina hoje, Argentina, da forma mais irresponsável do mundo, o FMI emprestou 40 bilhões de dólares, 44 bilhões de dólares, para um senhor que era presidente. Não se sabe o que ele fez com o dinheiro. e a Argentina hoje está passando uma situação econômica muito difícil, porque não tem dólar nem para pagar FMI.”
Em Paris, Lula participa nesta sexta-feira de cúpula sobre pacto financeiro entre países | Política | G1
Vale destacar que Lula é um opositor político do antigo presidente da Argentina, Maurício Macre, que esteve no governo de 2015 até 2019. Já o atual líder argentino, Alberto Fernández e alinhado ao petista.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Brasil

Title

To Top