Connect with us

Governo de Milei anuncia 10 medidas econômicas para conter a inflação

Governo de Milei anuncia 10 medidas econômicas para conter a inflação

Na última terça-feira, o novo ministro da economia do governo Milei, Luis Caputo divulgou 10 ações para conter crise inflacionária e fiscal. Entre as medidas estão as paralisações de obras públicas e o fim de uma série de contratos.
Desvalorização do peso, redução de subsídios, cancelamento de licitações:  governo Milei anuncia ajuste fiscal na Argentina | Mundo | G1
Confira na íntegra todas as medidas anunciadas:
1-Não serão renovados os contratos de trabalho do Estado que tenham menos de um ano de vigência;
2-Suspensão de publicidade oficial nos veículos de comunicação;
3-Os ministérios serão reduzidos em 18 a 9, e as secretárias de 106 a 54. Isso implicará a redução de 50% de cargos hierárquicos e de 34% dos cargos políticos no governo federal;
4-Redução do valor mínimo das transferências discricionárias para as províncias;
5-Não haverá novas licitações do governo federal para obras públicas;
6-Redução de subsídios para energia e transporte;
7-Manutenção dos planos de apoio ao trabalho de acordo as diretrizes de 2023;
8-Alteração oficial do câmbio para 800 pesos (cerca de R$ 10,80) por US$ Hoje, a cotação oficial encerrou a 366 pesos (R$ 4,96);
9-Substituição do sistema de importações SIRA “por um sistema estatístico e de informação que não exigirá a aprovação de licenças”;
10-Duplicação do plano AUH [atribuição universal por filho ou filha, na sigla em espanhol] e 50% de programas alimentares.

Luis Caputo ainda disse que o governo deve evitar uma catástrofe, e reforçou que de início a população não vai perceber melhorar na qualidade de vida, pois tais medidas devem demorar um certo tempo para surtir efeito.

“Na Argentina gastamos mais do que arrecadamos. Funciona como em casa, se o país tiver que gastar mais do que arrecada, pede ao FMI, aos bancos ou ao Banco Central”, disse o ministro. Caputo continuou: “Para muitos, se endividar é um capricho do ministro da Economia de plantão. Não é assim”, afirmou.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Mundo

Title

To Top